28 dezembro 2011

Enfermeiras paraquedistas homenageadas

Maria Arminda Santos, soroptimista do Clube Soroptimist International de Setúbal foi uma da enfermeiras paraquedistas homenageadas, passados 50 anos de ter servido 10 anos na guerra, em missão de paz.

10 dezembro 2011

Soroptimistas convidam para conferência e Chá de Natal, Sociedade de Geografia, 20-Dez, 16h

O Clube Soroptimist International Estoril Cascais convida neste  Natal, tempo  de Paz e Tolerância
 Conferência e chá de Natal
Sociedade de Geografia de Lisboa, Rua Portas de Santo Antão,100
Sala Prof. Adriano Moreira
terça-feira, 20 de Dezembro de 2011, 16h

Na nossa História, a viagem de Vasco da Gama continua a suscitar alguma polémica.   
Como se explica, que a armada deste nosso herói tivesse ficado fundeada, na Índia, durante a monção, num local que nem sequer tinha estuário, baía ou outra reentrância?

Para descobrir este mistério Cristina Malhão-Pereira[i] dirigiu-se a esse fundeadouro. 
O que viu levou-a a escrever um livro apaixonante!    E, é para nos falar sobre esse livro e outras obras suas, que se dispôs a estar connosco, nesta quadra natalícia, na 
Sociedade de Geografia de Lisboa 
Rua das Portas de Stº Antão, 100, Lisboa
Telef. 213 425 401.

Este evento será seguido de um chá de beneficência a favor dos projectos sociais do nosso Clube Estoril Cascais, no âmbito do Soroptimismo Internacional.

Contamos consigo!

Fátima Pinto de Meneses
            Presidente do Clube Soroptimist International Estoril Cascais

RSFF Confirmar até 15-Dezembro para: soroptimistestorilcascais@gmail.com  
Inscrições: 12 Euros 

[i] Cristina Malhão-Pereira leccionou em Moçambique e Cascais. Casada com um oficial de Marinha, que foi comandante do navio-escola Sagres, visitou todos os portos onde o navio acostou (entre outras viagens). Com base nessa vivência escreveu várias obras e entre elas, “Um espião nas Descobertas”. Escritora de reconhecido mérito internacional publica crónicas em Portugal e nos Estados Unidos da América.

09 dezembro 2011

Dia dos Direitos Humanos


O Dia dos Direitos Humanos 10 de Dezembro 2011 volta a honrar defensores dos direitos humanoscom especial destaque para os ativistas de mídia social.O Gabinete do Comissário da ONU para os Direitos Humanos, que lidera as celebrações da ONU para marcar o evento, diz que também pretende "examinar o papel dos meios de comunicação social como um elemento crucial na modernamudanças políticas e sociais."

O tema deste ano foi inspirada pelos movimentos de protesto pacífico que foramem grande parte organizada por ativistas através de várias redes sociais.

Fiel ao tema, Alto Comissário da ONU para os Direitos Humanos Navi Pillay responderá a perguntas a 9 de dezembro, às  9:30 EST, enquanto Alto Comissário Adjunto para os Direitos Humanos Kyung-wha Kang vai moderar um evento em Genebra, Suíça, acerca sociais direitos humanos e a comunicação social.  

05 dezembro 2011

Campanha Nacional contra a Violência Doméstica

Serviço de Informação às Vítimas de Violência Domestica
Número verde gratuito 800 202 148



Ver CIG Cidadania e Igualdade de Género , e Soroptimistas na TROFA 
Serviço de Informação às Vítimas de Violência Domestica
Número verde gratuito 800 202 148 

04 dezembro 2011

Soroptimistas convidam para Atelier de Natal,

O Clube Soroptimist International de  Caldas da Rainha convida  as Crianças  para um Atelier de Natal no Museu da Cerâmica dedicado à quadra festiva 


Datas:  segunda-feira a quinta-feira, 19 a 22 Dezembro 2011, 10h - 12h
Local:  Museu da Cerâmica, Rua Ilídio Amado,  CALDAS DA RAINHA
Destinatários: Crianças dos 5 aos 12 anos
Ingresso: €2,50/criança
Inscrições:  tel:  262 840 280
mceramica@imc-ip.pt http://museudaceramica.blogspot.com

Soroptimistas convidam para Venda de Natal, 17-18 Dezembro, Setúbal

O Clube Soroptimist International de Setúbal convida os amigos para uma Venda de Natal  que decorrerá 


Datas:  sábado e domingo , 17 e 18 de Dezembro 2011, 10h-18h 
Local:  Clube Militar de Oficias de Setúbal (praça de Bocage)
Contacto:  clube.si.setubal@hotmail.com


A receita da venda de produtos regionais reverte a favor dos projectos do Clube. 


Em memória de Teresa Rosmaninho antiga Presidente da União de Portugal

Serviço de Informação às Vítimas de Violência Doméstica 
Número verde gratuito 800 202 148 


Teresa Rosmaninho, psicóloga clínica,  presidente fundadora do clube Soroptimist International Porto Invicta e antiga presidente da União de Portugal faleceu em Setembro (1955-2011).  A União de Portugal inclui também os Clubes de Caldas da Rainha, Estoril Cascais, Évora, Lisboa Sete Colinas, Lisboa Fundador e Setúbal.


Teresa Rosmaninho tinha um sonho. Sonhava com um mundo sem violência. E trabalhava todos os dias para o construir, mobilizando vontades e recursos e ultrapassando obstáculos.  
Enérgica, bem humorada e dinâmica, ela demonstrava com a sua liderança o melhor dos ideais soroptmistas:  Compreender, Defender, Agir  (Awareness, Advocacy, Action)


Teresa Rosmaninho deixa um trabalho notável na protecção às vitimas de violência doméstica e na defesa dos direitos humanos em Portugal. Em 1994 fundou, através do clube Soroptimist International Porto Invicta, o «Porto de Abrigo», uma casa de apoio a mulheres vítimas de violência doméstica. Foi assessora do Ministério da Justiça e dirigente do projecto INOVAR do Ministério da Administração Interna, destinado a melhorar o atendimento às vítimas de crime, na GNR e PSP e foi autora de uma manual sobre a violência doméstica destinado à comunicação social. 

Sentidos pêsames à sua família e às amigas soroptimistas. 

Foi um privilégio conhecer e trabalhar com Teresa Rosmaninho nos projectos soroptimistas. 
Deixe aqui o seu testemunho e os seus desejos para as soroptimistas em Portugal. 
 

Nascida no Porto, a 25 de Abril de 1955, Teresa Rosmaninho  tinha 56 anos. Ex-assessora do Ministério da Justiça, desenvolveu um extenso trabalho de campo na área social.   Activista dos direitos das mulheres, fundou o “Porto de Abrigo”, casa de apoio no Porto para vítimas de violência doméstica, gerido pela “Soroptimist International Porto Invicta”, de que foi a primeira presidente.
Licenciada em psicologia clínica no Instituto Superior de Psicologia Aplicada (ISPA), fez estudos complementares na Inglaterra, Holanda e Suíça. Auditora de Defesa Nacional, Teresa Rosmaninho foi Técnica Superior do Ministério da Justiça e dirigiu o projecto INOVAR do Ministério da Administração Interna, destinado a melhorar o atendimento, na GNR e PSP, às vítimas de crime. 
Militante do MRPP entre 1973 e 1975, Teresa Rosmaninho era militante do PS desde 2009.
Ver também Rede de casas abrigo não é suficiente , Crime quase sem castigo
Porto24 , Porto Canal , Público
Obituário de Teresa Rosmaninho, JNNotícias de Gaia, A Bola, APMJ, AIDSSP,  testemunhos, Intervenção , Notícias da TrofaConheci Teresa
Soroptimistas na campanha da UNIFEM contra a violência contras as mulheres
Violência doméstica mata mais , Ver CIG Cidadania e Igualdade de Género


Serviço de Informação às Vítimas de Violência Domestica
Número verde gratuito 800 202 148 

03 dezembro 2011

Soroptimist International reaffirms objectives

Soroptimist International redefined SI Programme Goals for 2011 – 2015 in its meeting in Montreal, as follows:
Goal 1: 
Soroptimist International will improve the lives and status of women and girls through education, empowerment or enabling opportunities.
Objectives:
1. Increase access to formal and non-formal learning opportunities.
2. Improve access to economic empowerment and sustainable opportunities for the employment of women.
3. Eliminate violence against women and girls and ensure women’s participation in conflict resolution.
4. Ensure women and girls have food security and access to highest attainable standard of health care.
5. Address the specific needs of women and girls by improving environmental sustainability, and mitigating effects of climate change and disasters.
Goal 2: 
Soroptimist International will be a global voice for increasing access to education and leadership for women and girls.
Objectives:
1. Strengthen and increase SI’s presence as an advocate at all levels.
2. Intensify activities and partnerships that raise the international profile and visibility of Soroptimist International.
3. Ensure that the foundation of SI’s global advocacy is local and global project activity.

29 novembro 2011

Seminário sobre Voluntariado, 13-Dezembro, 14h, Praça da Estrela, 1º

Seminário 
“ANO EUROPEU DO VOLUNTARIADO – 
Voluntariado e Valores
Local: Auditório da Fundação Pro Dignitate (Praça da Estrela, nº 12 – 1º)
Data: 13 de Dezembro 2011, 14h 

14.30 h - Sessão de Abertura
 Maria de Jesus Barroso Soares - Presidente da Fundação Pro Dignitate
Fernando Egídio Reis – Director-Geral da Direcção Geral de Inovação e Desenvolvimento Curricular - DGIDC
Nuno Crato - Ministro da Educação e Ciência

15.00 h - 1º Painel “Balanço do Ano Europeu do Voluntariado”
 Elza Chambel – Presidente do Conselho Nacional para a Promoção do Voluntariado
Debate
15.35 h - Pausa café

15.50 h - 2º Painel “Testemunhos Pessoais de Voluntariado”
 Alexandra Bliebernicht –Associação Viver e Vencer – Liga Portuguesa Contra o Cancro
Ana Vicente –Associação de Lares para Crianças e Jovens NOVO FUTURO–Nós Somos Igreja
José Blanco – World Monuments Fund – Amigos do Museu Nacional de Arte Antiga
Manuel Brandão Alves – Associação Nacional de Direito ao Crédito (Microcrédito)
Maria João Martins – Escola Secundária Leal da Câmara
Mafalda Sofia Pinto – Escola Secundária Leal da Câmara
Nuno Franco – União para a Protecção dos Animais – UPPA
Moderadora: Rosalina Machado – Assoc. Nac. Esclerose Múltipla – ANEM

17.15 h - Sessão de Encerramento
Maria de Jesus Barroso Soares
Pe. Vitor Melícias – Ex-Provedor da Sta. Casa da Misericórdia e Ex-Presidente da União das Misericórdias Portuguesas

Portugal tem níveis de voluntariado de cerca de metade de outros países europeus.  Se tem feito trabalho voluntário, é convidada a contar a sua história e a responder a um inquérito.  
Para o inquérito:   http://www.surveymonkey.com/s/7FFRGLX
Para contar a sua história de voluntariado: http://europa.eu/volunteering/pt-pt/press-media/press-room

Não desperdice o seu tempo, faça trabalho voluntário!
Don't waste your time, volunteer! 

21 novembro 2011

Trabalho do ACIDI pelos migrantes reconhecido com prémio Europeu


O ACIDI, representado por Rosário Farmhouse e Susana Antunes, recebeu o primeiro prémio do European Public Sector Award - EPSA 2011 subordinado ao tema "Opening up the Public Sector through Collaborative Governance." 


Muitos parabéns! 

O projecto do ACIDI - O Alto Comissariado para a Integração e o Diálogo Intercultural, é dedicado à causa da integração social através de governação aberta e colaborativa e de trabalho com as associações de migrantes.

O prémio, gerido pelo EIPA, European Institute for Public Administration, foi entregue na mesma sala onde foi assinado o Tratado de Maastricht. 

A cerimónia contou também com a  presença de Joaquim Poças Martins, da Águas do Porto, cujo projecto foi finalista no Tema de Going Green (Trabalhar para o Verde) dedicado a projectos ambientais.

A assistir estiveram Francisco Ramos do INA e Mariana Abrantes de Sousa, que foi um dos quase 30 avaliadores que apoiaram o juri de alta individualidades da Administração Pública europeia na apreciação dos 274 projectos candidatados, incluindo 11 de Portugal.  Pelas regras do prémio nenhum avaliador participou na avaliação de projectos do seu próprio país.

http://www.acidi.gov.pt/noticias/visualizar-noticia/4ec4fb01b8500/acidi-vence-premio-europeu-de-boas-praticas-


ACIDI vence Prémio Europeu de Boas Práticas

17-11-2011
O Alto Comissariado para a Imigração e Diálogo Intercultural (ACIDI) venceu, hoje, em Maastricht, o Prémio Melhores Práticas na Administração Pública, organizado pelo Instituto Europeu da Administração Pública (EIPA, na sigla inglesa)
.

De entre quase 300 candidaturas ao Prémio, o ACIDI concorreu na categoria “Alargar o Sector Público através da Governação Participativa” com o projecto “Envolvimento da Sociedade Civil no Acolhimento e Integração dos Imigrantes” que foi apresentado pela própria Alta-Comissária, Rosário Farmhouse. O projecto foi um dos cinco finalistas na sua categoria, apurado após quatro etapas eliminatórias.

EPSA é, por excelência, um termómetro de avaliação das políticas públicas nos Estados-membros da União Europeia, enquanto instituição da Comissão que monitoriza, forma e distingue as melhores práticas no âmbito administrativo das diversas entidades dos 27 países.

Além da categoria em que o ACIDI se candidatou, juntam-se mais duas e os respectivos cinco trabalhos finalistas de cada uma destas: “Prestação de um Serviço Público Inteligente num Clima Económico Adverso” e “Proteger o Meio Ambiente: Soluções Concretas do Sector Público”.

Enquanto organizadora deste Prémio, a EIPA dedica 3 dias a esta cerimónia porque considera de maior importância a apresentação prática dos 15 projectos finalistas, com intuito de se trocar experiências e se dar a conhecer as boas práticas que trouxeram melhorias no sector em que foram aplicadas; mereceram, pois, ser finalistas na atribuição deste Prémio pelo seu impacto no sector público e que os restantes países e entidades europeias devem conhecer.

A abertura da cerimónia será da responsabilidade conjunta dos alemães Marga Pröhl Thomas Bender, directora-geral da EIPA e director-geral do Emprego, Assuntos Sociais e Inclusão da Comissão Europeia, respectivamente. O dia 16 será inteiramente dedicado a workshops temáticos conduzidos por membros da EIPA. No terceiro e último dia, após o discurso de dignitários da Comissão Europeia, a cerimónia encerra com a entrega do Prémio EPSA 2011 a cada uma das três categorias.

...
VER mais sobre outros prémios internacionais para projectos e iniciativas portuguesas:
Prémios das Nações Unidas para os Serviços Públicos atribuíram a Portugal o 1.º e o 2.º lugares em duas das suas categorias. 
Portugal foi premiado com o 1.º lugar pela Rede Comum do Conhecimento, que permite a partilha de boas práticas de modernização, inovação e simplificação administrativas, e com o 2.º lugar pela vertente participativa do programa Simplex. Estes prémios são a mais prestigiada distinção internacional de excelência e inovação do serviço público.


30 outubro 2011

Dou.pt


Site dou.pt ajuda-o a desfazer-se daquilo de que já não precisa

O dou.pt faz a ponte entre quem se quer desfazer de um bem e quem o pretende receber
dou.pt faz a ponte entre quem se quer desfazer de um bem e quem o pretende receber (DR)
Chama-se dou.pt - Portal de Doações e pretende revolucionar a forma como os bens circulam em sociedade. Uma mesma plataforma online para unir quem já não quer a quem ainda precisa. O projecto será apresentado oficialmente na Gulbenkian a 31 de Outubro, Dia Mundial da Poupança.
O conceito é muito simples. Na própria definição dos criadores do projecto, a lógica é esta: o dou.pt é uma "plataforma nacional para a reutilização de bens, que faz a ponte entre quem se quer desfazer de um bem e quem o pretende receber".

17 outubro 2011

Caminhada a favor do DIÁLOGO EM TODAS AS CIRCUNSTÂNCIAS – A MEDIAÇÃO PELA PAZ, 20-Outubro, Lisboa

Caminhada no Dia Mundial da Resolução de Conflictos em prol do DIÁLOGO EM TODAS AS CIRCUNSTÂNCIAS – A MEDIAÇÃO PELA PAZ
Ou A Herança de Abraão / ابرَاهِيم / אברהם
Data: 20-Outubro-2011, das 11h00 às 16h00 horas
Local e percurso:
Sinagoga Shaaré Tikva Rua Alexandre Herculano, ao Rato (Saídas: 11h, 13h, 15h)
Igreja de Fátima Ave Marquês de Tomar/Ave de Berna (Saídas às 11h30, 13h30, 15h30)
Grande Mesquita de Lisboa Rua da Mesquita, (Saídas às 12h, 14h, 16h)
Organização: MEDIARCOM Associação Europeia de Mediação
Inscrições: mediarcom-org@mediarcom.com


Pode começar a Caminhada de reflexão e partilha em qualquer dos três pontos onde receberá todas as informações e um folheto com o percurso a realizar a pé. Tal como a Mediação, a Caminhada é voluntária, sendo o resultado do processo da inteira responsabilidade dos participantes. A ideia é criar um elo de caminhantes que una o triângulo virtuoso que existe entre os três locais de culto.

Todos serão bem-vindos! Venha Caminhar connosco pelo diálogo em todas as circunstâncias – dia 20 de Outubro, das 11:00 às 16:00 em Lisboa!
http://amigosdesousamendes.blogspot.com/2011/10/dia-mundial-da-resolucao-de-conflitos.html

07 outubro 2011

NOBEL da PAZ para três mulheres

O Prémio Nobel da Paz 2011 distinguiu, hoje, a presidente da Libéria, Ellen Johnson Sirleaf, a sua compatriota e ativista Leyman Gbowee, que contribuíram para o fim da guerra civil no seu país, e a jornalista iemenita Tawakkol Karman, figura emblemática da designada Primavera Árabe.


As três mulheres foram "recompensadas pela sua luta pacífica para a segurança das mulheres e dos seus direitos em participar nos processos de paz", disse o presidente do comité Nobel norueguês, Thorbjoern Jagland, no site oficial.

"Não podemos conceber a democracia nem uma paz duradoura no mundo, sem que as mulheres tenham as mesmas oportunidades que os homens, para influenciar a sociedade a todos os níveis", referiu o responsável.



Ver página oficial do Nobel 

Ler mais: http://aeiou.expresso.pt/nobelpaz-atribuicao-a-tres-mulheres-e-reconhecimento-justo-secretaria-de-estado-da-igualdade=f679004#ixzz1a8CjjtRQ



http://www.boasnoticias.pt/noticias_Nobel-da-Paz-2011-atr%C3%ADbuido-a-tr%C3%AAs-mulheres-_8308.html

02 outubro 2011

Carolina Ângelo, primeira mulher a votar em Portugal

Carolina Beatriz Ângelo
Foi há 100 anos que a médica Carolina Ângelo, lutadora sufragista e fundadora da Associação de Propaganda Feminista, foi a primeira mulher a votar em Portugal.  No entanto,   o sufrágio universal só seria instituído passados mais de sessenta anos, ou seja, depois do 25 de Abril de 1974.
O voto depositado nas urnas para as eleições da Assembleia Constituinte, em 1911, pela médica Carolina Beatriz Ângelo, constitui um episódio deveras exemplar de luta pela cidadania e pela emancipação da situação das mulheres em Portugal, numa altura em que o direito de voto era reconhecido apenas a "cidadãos portugueses com mais de 21 anos, que soubessem ler e escrever e fossem chefes de família".
Invocando a sua qualidade de chefe de família, uma vez que era viúva e mãe, Carolina Beatriz Ângelo conseguiu que um tribunal lhe reconhecesse o direito a votar (à revelia) com base no sentido do plural da expressão ‘cidadãos portugueses’ cujo masculino se refere, ao mesmo tempo, a homens e a mulheres.
Como consequência do seu acto, e para evitar que tal exemplo pudesse ser repetido, a lei foi alterada no ano seguinte, com a especificação de que apenas os chefes de família do sexo masculino poderiam votar.
Carolina Beatriz Ângelo foi assim, também, a primeira mulher a votar no quadro dos doze países europeus que vieram a constituir a União Europeia (até ao alargamento, em 1996).

26 agosto 2011

Um video interessante sobre os direitos humanos


Este video sobre os direitos humanos oferece um bom resumo.
Obrigada à amiga que enviou a versão legendada em português.



20 julho 2011

Sousa Mendes saved more lives than Schindler

By Jim Silver
July 19 (Bloomberg) -- Portugal at last has its own World War II hero, even though it stayed out of the conflict.
Aristides de Sousa Mendes saved thousands of people -- more than those helped by Oskar Schindler. Yet he was ignored in Portugal until the 1980s. The country has just declared his family home a national monument. Supporters are campaigning to raise 3 million euros ($4.2 million) for its restoration and conversion to a museum.
Sousa Mendes was a consul in France who defied government orders and gave thousands of visas in June 1940 to refugees, including Jews and opponents of the Nazis. His reward was expulsion from the diplomatic service. In 1987 he was posthumously given an Order of Liberty medal and in 2007 finished third in a TV poll of the greatest Portuguese.
“It shows how one person can make a difference acting with compassion and a sense of justice,” said Harry Oesterreicher, a board member of the U.S.-based Sousa Mendes Foundation, created last year.
Sousa Mendes accomplished “the greatest single act of rescue by an individual during the war,” Holocaust historian Yehuda Bauer is quoted as saying on the Seattle foundation’s website.
Another foundation, based in Portugal, plans to restore the 25-room family mansion in Cabanas do Viriato, a town in north Portugal, hours by train or car from Portugal’s biggest cities.
Sousa Mendes, his wife and most of their 14 children lived there periodically, before financial ruin caused by his forced retirement.
Anniversary Plan
"We wondered if it was worth it to make a museum there or elsewhere,” Aristides de Sousa Mendes, a grandson of the diplomat, said in an interview in Lisbon. “We know the house has a special symbolism.”
After years of slow progress, the Portuguese foundation, created in 2000, appointed a streamlined, three-person board in March to try to have a museum open at the house by April 2014, the 60th anniversary of Sousa Mendes’s death.
“Even in the state it’s in, people go there,” said Mariana Abrantes de Sousa, a former ABN Amro investment banker who heads the board. “People consider it important to go, because it’s a very powerful story.”
Antonio de Oliveira Salazar, Portugal’s dictator from 1932 to 1968, ensured that the consul who had defied his orders would be treated as a non-entity in the censored press -- while Salazar took credit for taking in refugees.
Sousa Mendes was Portugal’s representative in the French city of Bordeaux, when thousands of refugees streamed south, away from the invading German army, in 1940.
Jewish Refugees
Salazar ordered that Jews, as well as stateless refugees and those barred from returning to their home countries, be refused visas unless they already had made arrangements to leave Portugal for another country. Given the suddenness of the French collapse, few had done so.
Sousa Mendes, then 54, had already earned reprimands for bending the rules, according to “One Good Man,” a biography by Rui Afonso. He handed out thousands of visas to everyone who asked, including U.S. actor Robert Montgomery, who volunteered as an ambulance driver at the front in France, Luxembourg’s grand duchess and members of the duchy’s cabinet.
Yad Vashem, Israel’s Holocaust museum, estimates a third of the refugees seeking his visas were Jewish.
Spain was sympathetic to the Axis powers. While it gave few visas for extended stays, it issued transit visas for anyone who had permission to enter Portugal. As the Germans approached, Sousa Mendes moved south to Bayonne and continued issuing visas until Portugal’s ambassador in Madrid went to France and ordered him to stop.
Numbers Saved
Estimates of the number of refugees he saved go to as many as 30,000. The documents Sousa Mendes issued may have applied to that many, though the refugees who reached safety before the blocking of French-Spanish border crossings probably numbered closer to 10,000, Afonso said. (Schindler saved almost 1,200).
Harry Oesterreicher said he knew that his father and grandparents had escaped from France in 1940. He only learned last year that they had Sousa Mendes visas. “A lot of people don’t realize they’re part of the story,” he said.
Raising awareness and having a clear project for creating a museum will make fund raising easier, Oesterreicher said.
``People want to know there's a project with a head, trunk and limbs,'' said Joao Crisostomo, a Portuguese and New York resident who is on the U.S. foundation's advisory council.
The 19th-century Sousa Mendes home is at risk of collapse, Abrantes de Sousa said. While European Union funds may cover most of the reconstruction, donations are needed for some work and to create an endowment for operating costs.
Jewish Tourism
The house is well situated to take advantage of a growing interest in Jewish tourism in north Portugal, where vestiges of Judaism survived throughout the centuries of the Inquisition.
The Serra de Estrela Tourism Region, the area's tourism authority, and municipalities governments this year set up a ``Sephardic Route'' of sites linked to the country's Jewish past, said Jorge Patrao, president of the tourism region.
They include the town of Belmonte, where a small community of Jews existed covertly throughout the centuries when their religion was forbidden in Portugal. It has a synagogue that opened in 1997 and a Jewish Museum, which attracted 80,000 visitors last year, Patrao said.
Salazar, who kept Portugal out of the fighting, exported strategic goods to both sides and let the Allies have a base in the Azores Islands once it was clear the war was going in their favor. At home, he didn’t tolerate those who defied his orders, whether they were striking workers or a disobedient diplomat. He suspended Sousa Mendes for a year on half pay, followed by retirement on a reduced pension.
The diplomat died in poverty in 1954. In 1966, he was recognized by Yad Vashem as one of the saviors of Jews during World War II. It was only in 1987 and 1988 that he received official recognition from Portugal’s president and parliament.
Top arts and lifestyle stories: MUSE News on Portugal: NI PORTUG Top news on Portugal: POR

23 maio 2011

COISAS DE TODOS NÓS: MODELOS DE FAMÍLIA EM DEBATE EM CASCAIS

Encontros com Pais “Famílias, estabilidade e imprevisibilidade”
Data:  quinta-feira, 2 de Junho, 18h30
Local:  Biblioteca Municipal de São Domingos de Rana
Contacto: Gabinete de Comunicação e Relações Públicas, Câmara Municipal de Cascais
Tel. 21 482 51 62 | fax. 21 486 61 83 | e-mail: imprensa@cm-cascais.pt | www.cm-cascais.pt 

A Biblioteca Municipal de São Domingos de Rana recebe dia 2 de Junho, às 18h30, mais um encontro-debate no âmbito do programa "Coisas de Todos Nós". Dedicado ao tema “Famílias, estabilidade e imprevisibilidade”, o encontro é dirigido a pais e encarregados de educação e conta com a participação de José Gameiro, professor e psiquiatra, terapeuta familiar e autor.
Inserida no programa “Coisas de todos nós – educar em rede”, esta iniciativa pretende proporcionar a pais e educadores um espaço de reflexão com optimismo, sobre os diferentes modelos de famílias, suas dinâmicas diversas, os quais cortam com o mito de estabilidade associada à família tradicional.
Novos modelos familiares não implicam instabilidade, assim como o modelo tradicional não é sinónimo de estabilidade a longo prazo, pelo que, neste Encontro procura-se, a partir de uma intervenção inicial, discutir com a audiência estas novas e velhas configurações familiares e a sua implicação na educação parental.

Coordenado pela Câmara Municipal de Cascais e pela Federação de Associações de Pais de Cascais (FAP), o projecto Coisas de Todos Nós visa criar condições para que, numa intervenção em rede, envolvendo a Comunidade Concelhia se desenvolva um trabalho preventivo com Pais e Encarregados de Educação em espaço escola e comunitário. Tem como parceiros a FAP (Federação das Associações de Pais), AP 10 (Área pedagógica 10), Câmara Municipal de Cascais (Divisão de Intervenção Educativa e Acção Social Escolar e Divisão das Toxicodependências), a Fundação para o Estudo, Prevenção e Tratamento da Toxicodependência, o Ministério da Educação e o Instituto das Drogas e Toxicodependência.
Inscrições no próprio local. Entrada livre.

As Mulheres no início do século XX

AS MULHERES NO INÍCIO DO SÉCULO XX
Conferência por Ana Vicente
26 de Maio às 17h
Fundação Calouste Gulbenkian, Auditório 3
Entrada livre

Ainda é necessário referir numa conferência as mulheres portuguesas do principio do século XX?
Não eram elas a maioria da população?
Quem eram? O que faziam? O que pensavam?
Abrangendo o período entre 1900 e 1926, Ana Vicente procurará responder a estas perguntas e colocar algumas questões. 
Fotografia: 
Funcionárias da Junta de Crédito Público, 1911
Actual Instituto de Gestão do Crédito Público
Autor: BenolielJoshua, 1873-1932 

Organização:      
Tel. 21 346 67 22

15 maio 2011

Portugal explicado aos finlandeses

Aristides de Sousa Mendes, salvou mais pessoas que Oskar Schindler.

video
from youtube

No video feito pela Câmara Municipal de Cascais "O que os finlandeses precisam de saber sobre Portugal?".
No final da Conferências do Estoril - 2011, o Presidente da Câmara de Cascais, Dr. Carlos Carreiras, apresentou os portugueses aos finlandeses.
Lopussa Estoril Conference - 2011, kaupunginjohtaja, Dr. Carlos Carreiras esitteli Portugalin suomalaisille.

O que os Finlandeses precisam de saber acerca de Portugal.
What the Finns need to know about Portugal.
Mitä suomalaiset tarvitsee tietää Portugali.

Fonte: http://beijozxxi.blogspot.com/2011/05/sousa-mendes-figura-no-video-que-da.html

03 maio 2011

Soroptimistas apoiam campanha a favor da educação de mulheres e raparigas

Sabia que uma em cada quatro mulheres no mundo ainda não sabe ler nem escrever?
Por isso um dos Objectivos do Milénio é de atingir tornar a instrução primária universal até 2015.


Portugal é um dos países onde as mulheres levaram mais tempo a ter acesso à educação, que é um direito de todos nós.
Conhece alguma mulher que não saiba ler, quer contar a sua história?
E conhece alguma mulher cuja vida foi transformada pelo acesso à educação?
Quantos vidas dramáticas estarão escondidas nas estatísticas da iliteracia?
Esta semana de 2-8 Maio, junte à campanha a favor da educação de mulheres e raparigas.
Visite www.globalactionweek.org  

Sylvia Borren vai receber Prémio Soroptimista da Paz

The Peace Prize of Soroptimist International of Europe, which is conferred every two years,
honours people or organizations deserving special recognition for their remarkable
achievements to promote peace. In the past, it has  been awarded to outstanding women
such as Carla del Ponte, former Chief Prosecutor of the UN International Criminal Tribunal,
Vera Bohle, consultant at the Geneva International Centre for Humanitarian Demining, and
Valdete Idrizi, peace activist from Kosovo. This year’s Peace Prize will be presented at the
Governors’ Meeting of Soroptimist International of  Europe in Palermo, Italy, on 28th May
2011.
Sylvia Borren has had a long and impressive career  as a leader in civil society and global
movements through her commitment to fighting poverty and her efforts to further democracy
and gender equality. As a long-time Executive Director of Oxfam-Novib and co-chair of World
Connectors she has put many of her ideas successfully into practice. In February 2011 she
was nominated the new Executive Director of Greenpeace Netherlands.
Source: http://www.soroptimisteurope.org/data/file/Peace%20Prize%202011%20Press%20Release%20E%2020-04-2011.pdf

20 abril 2011

Se ficar desempregada, HURRA!

Ficar sem trabalho, é, infelizmente, uma experiência cada vez mais comum nestes tempos de crise. 
Uma transição profissional forçada representa um grande desafio para qualquer pessoa, especialmente para quem não tem experiência de trabalhar por conta própria.

Que pode fazer se se encontrar numa situação de disponibilidade indesejada?
H_U_R_R_A ... hurra!

H,  de  Horário:     Organize-se para manter um horário normal de expediente profissional. Procurar trabalho é um “emprego a tempo inteiro”. Não caia na tentação de ver televisão até às três da manhã, e de dormir até às onze.

U,  de  Utilidade:    Faça algo de útil e produtivo todos os dias, não só para si, mas também para a sua família ou para a sua comunidade. Algumas horas de serviço e de voluntariado servem para nos sentirmos úteis, para aprender algo de novo, e até, eventualmente, para pôr no currículo.  

R,  de  Relacionamento:     Evite isolar-se, cultive contactos, novos e antigos, sociais e profissionais. Sabemos que o networking  funciona, a todos os níveis, e uma pessoa desempregada corre o risco de ver as suas  redes sociais, que são essenciais ao nosso bem-estar, muito diminuídas
E faça exercício físico, sobretudo desporto de grupo, etc. A ginástica regular é mais um contributo essencial. 

R,  de  Reflexão:   Mudar de trabalho implica sempre alguma auto-reflexão. Terá de prestar tanta atenção às tendências do mercado de trabalho, como às suas próprias qualificações e preferências. Poderá ser necessário fazer uma reciclagem profissional, procurar uma ocupação diferente, até virar-se para mercados em crescimento.  Se não há procura na área para que foi treinada,  terá que encontrar outro trabalho onde possa ser útil, recorrendo a uma segunda ou terceira especialidade ou profissão.   As mudanças económicas podem provocar graves deslocações no mercado laboral, que até se podem antecipar pois são impossíveis de resistir. 

E, por fim…

A,  de  Actividade e de Ânimo:     Procure formas de se manter activa e actualizada dentro da sua área profissional,  ou afins, nem que seja a estudar, a ensinar, a escrever ou a fazer trabalho voluntário. Isto permite-lhe acompanhar o mercado, saber de novas oportunidades e, sobretudo, manter-se pronta e disponível para novos desafios.  

FORÇA! 


Ver mais sobre desemprego feminino aqui e aqui 

NOTA:  As soroptimistas apoiam o processo de reorientação profissional, oferecendo serviços de  preparação e optimização de CVs e de  simulação de entrevistas. As interessadas devem enviar uma mensagem para soroptimistestorilcascais@gmail.com até ao dia 10 do mês.  Capacidade limitada.

03 abril 2011

Finalistas do Prémio Mulher ACTIVA

A Revista ACTIVA anunciou a 24-Março, os nomes das finalistas para a 11º edição do Prémio Mulher ACTIVA.  A vencedora do Prémio Mulher ACTIVA 2010 será revelada no decorrer de uma gala, a ser transmitida pela SIC Mulher, a quem será entregue um Troféu e um cheque no valor de €30.000. Às restantes quatro nomeadas será entregue um cheque no valor de €5000.

EMILIA Mª AGOSTINHO: PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO 'A NOSSA ÂNCORA' que trabalha com pais que perderam filhos

JOANA SANTIAGO: PRESIDENTE DO BANCO DE INFORMAÇÃO DE PAIS PARA PAIS que trabalha com crianças com necessidades especiais

MARGARIDA AMARAL: INVESTIGADORA DA DOENÇA GENÉTICA DE FIBROSE QUÍSTICA
MARIA DO ROSÁRIO LÍBANO MONTEIRO: VICE-PRESIDENTE DO CENTRO PAROQUIAL DO ESTORIL

SANDRA DUARTE CARDOSO: VICE-PRESIDENTE,  SOS ANIMAL

Fonte:   aeiou.activa.pt